Buscar
  • jornaltpadm

Hospital Azambuja recebe equipamento para Hemodinâmica

O Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux – Hospital Azambuja recebeu na manhã desta segunda-feira, 19 de julho, o aparelho de Hemodinâmica. O equipamento da marca Phillips, modelo Azurion 7, é alta tecnologia para realização dos procedimentos, considerado o mais moderno do mundo, e foi adquirido com o auxílio da campanha de arrecadação entre empresários da cidade e da região. O equipamento importado, vindo da Holanda, teve investimento de R$ R$ 2.157.074,11.

A entrega do aparelho foi acompanhada pelo diretor administrativo do Hospital Azambuja, padre Nélio Schwanke; pelo gestor hospitalar, Gilberto Bastiani; pelo Diretor Técnico e chefe de UTI do Hospital Azambuja, Dr. Eugênio José Paiva Maciel e demais profissionais. Durante a entrega, os técnicos da empresa conferiram todos os equipamentos para a montagem e preparação pelas próximas duas semanas.

"A aquisição do aparelho da Hemodinâmica é um passo muito importante para o Hospital Azambuja. Sabemos que uma unidade hospitalar nunca chega a um ideal, pois sempre há algo para ser melhorado, por isso a necessidade sempre de evoluir para que a nossa comunidade seja melhor atendida. E assim, a Hemodinâmica irá contribuir muito para a sociedade de Brusque e região", comentou padre Nélio.

Alta tecnologia

De acordo com o gestor hospitalar, as obras físicas da Hemodinâmica já estão prontas e o equipamento só foi entregue com a parte estrutural finalizada, já que esta é uma exigência da própria Philips. Além disso, o aparelho é o primeiro de Santa Catarina e um dos únicos do país. "É mais um passo do hospital, trazendo mais tecnologia em prol da população de Brusque e região. É um equipamento de alta qualidade, considerado o melhor do mundo, e que irá trazer mais resolução para o Hospital Azambuja, já que o paciente poderá fazer o tratamento em Brusque, sem precisar se deslocar para outra cidade. E esse é o objetivo do hospital: que possamos modernizar a unidade cada vez mais para que a população da região possa realizar os tratamentos de saúde no município, sem precisar de deslocamento para outras cidades", ressaltou.

Credenciamento SUS

O novo serviço do Hospital Azambuja está previsto para ser inaugurado na segunda quinzena do mês de agosto. A Hemodinâmica atenderá primeiramente através de convênios e particulares, sendo que após seis meses de atuação, poderá requerer o credenciamento junto ao Ministério da Saúde para atendimento via Sistema Único de Saúde (SUS), um trâmite necessário visto que já existe o serviço em cidades próximas a Brusque. "É um processo burocrático, existem vários passos a serem dados pelo hospital até esse credenciamento ser realizado, mas as expectativas são de que em seis meses a um ano quem sabe possamos fazer atendimentos via SUS", destaca Bastiani.

Após estar em funcionamento, a Hemodinâmica irá realizar procedimentos não invasivos cardiológicos, vasculares e neurológicos. "É um aparelho que investiga artérias, auxilia na parte cerebral, pulmonar, cardíaca, abdominal, arterial e vascular. Como médico intensivista, estou muito feliz com a chegada deste equipamento e deste serviço, em poder ajudar o próximo. Temos, por semana, dois a três casos de infarto e é sempre frustrante ter que transferir um paciente para outro hospital, em outra cidade. Sem dúvida a chegada deste aparelho é um sonho, marca a minha trajetória profissional, já que sugeri essa aquisição em uma reunião com os empresários sobre a campanha das doações, o que hoje está se concretizando", relata o Diretor Técnico e chefe de UTI do Hospital Azambuja, Dr. Eugênio José Paiva Maciel.

Saiba mais

A campanha de arrecadação entre empresários, realizada no início de 2019, auxiliou a aquisição de equipamentos e a obra para implantação da Hemodinâmica do hospital. O custo total das obras foi de R$ 7,7 milhões, que incluem também os projetos da reforma e ampliação da recepção principal e do Pronto Socorro. Desses valores, R$ 5 milhões foram doações dos empresários e o restante, R$ 2,7 milhões, contrapartida do Hospital Azambuja.

A campanha foi liderada pelos empresários Ademar Sapelli, Ingo Fischer, Luciano Hang e Osmar Crespi e contou com a contribuição de diversas lideranças empresariais, que colaboraram para o desenvolvimento de projetos de inovação e melhorias, tanto em serviços prestados como também em infraestrutura. Entre "Estou há 37 anos na direção do hospital e, ao longo desse tempo, sempre recebemos o apoio do empresariado brusquense, o que é muito importante para auxiliar a comunidade, para todos que procuram o Hospital Azambuja. E, ao contribuir, os empresários colaboram para si mesmos, já que talvez um dia eles também podem vir a precisar dos serviços aqui prestados", completa padre Nélio.

Fonte: TvBq



2 visualizações0 comentário