Buscar
  • jornaltpadm

Caça-vazamentos do Samae Brusque encontram 42 rupturas invisíveis em junho

Atualizado: Jul 7

Enquanto a população brusquense descansa para um novo dia de trabalho, eles entram em ação. Responsáveis por encontrar anomalias nas redes de abastecimento de água tratada, os caça-vazamentos do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Brusque encontraram, em junho, nada mais, nada menos, que 42 pontos de ruptura espalhados pela cidade.

Geofonamento é o nome técnico dado ao trabalho feito por estes servidores do Samae. Atualmente, o setor de pesquisa de vazamentos foi ampliado: ao todo, são três equipes. Uma inicia às 5h e vai até às 13h30; outra atua das 8h às 17h. Já o grupo mais recente começa às 22h e vai até às 5h.

“No total são oito pessoas: três motoristas e mais cinco agentes hidráulicos”, explica o servidor Giovani de Almeida Marques, que trabalha no Samae desde agosto de 2000. “Dos 42 vazamentos que encontramos no mês passado, 32 deles eram invisíveis. Este serviço é muito importante para o Samae, pois evitamos o desperdício de água tratada”, completa.

Marques detalha, ainda, que com os consertos, a rede se mantém mais pressurizada, levando com eficácia a água para pontos mais altos e distantes da cidade. “Assim, diminui a reclamação por falta d’água. Além de procurarmos por vazamentos que já existem, também acabamos prevenindo outros”.

A estimativa é que o Samae perca de 30% a 35% de toda a água que é tratada, não só com vazamentos, mas com lavagem de filtros, descargas de rede, dentre outros. A porcentagem é maior que a média brasileira, que é de 38,45% do total disponibilizado. Calcula-se que no país são perdidas cerca de 7,1 mil piscinas olímpicas todos os dias.

“Trabalhamos para diminuir ainda mais esta porcentagem. A direção já realizou várias reuniões conosco. Além disso, estão sendo feitos estudos para adquirir novos equipamentos, e mais modernos, para assim efetuarmos nossos trabalhos com mais rapidez e eficiência”, finaliza o servidor.






8 visualizações0 comentário